A RECEPÇÃO da OBRA de ARTE

22/05/2020 06:47

22 de MAIO de 2020

A RECEPÇÃO das OBRAS de ARTES VISUAIS.

 

A RECEPÇÃO das OBRAS de ARTES VISUAIS do RIO GRANDE do SUL possui uma HISTÓRIA.

Em princípio é necessário reconhecer que, está RECEPÇÃO, passou pelos PENSADORES qualificados e competentes para COLOCAREM e REPRODUZIREM - no MUNDO da PALAVRA e do DISCURSO - as intenções do artista materializadas primordialmente nas suas OBRAS.

Trata-se da migração e da reprodução da EXPRESSÃO das INTENÇÕES dos ARTISTAS CRIATIVOS para o MUNDO da COMUNIUCAÇÂO.

Neste ponto é necessário admitir que nenhum DISCURSO ou PALAVRA esgotam a OBRA, De outra parte  -como a ARTE ESTÁ em QUEM a PRODUZ - de pouco valem réguas, esquemas mentais ou sistemas para esta  COMUNICAÇÃO. Haverá sempre tantas tendências, histórias e sistemas quantos ARTISTA EXISTIREM

Diante destra gigantesca tarefa o PENSADOR, mais competente e coerente, segue  o caminho de BURCKARDT que aconselhava ao CRITICO, ao CRONISTA e HISTORIADOR de ARTE se abster de assumir UM DETERMINADO GOSTO
Esta posição de impessoalidade evita MISTURAR o PENSAMENTO do HISTORIADOR com as INTENÇÕES do ARTISTA. A abstenção - de assumir UM DETERMINADO GOSTO - corresponde ao postulado de DURKHEIM de “transformar o OBJETO de sua observação em COISA”.

No contraditório esta posição de impessoalidade não significa indiferença, superioridade ou ecletismo. Marc Bloch advertiu (1976, pp. 60/61) que “a investigação histórica admite, desde os primeiros passos, que o inquérito tenha já uma direção. De início está o espírito. Nunca, em ciência alguma, foi fecunda a observação passiva. Supondo, aliás, que seja possível”.

O que importa é que PENSADOR se constitui no OBSERVADOR PRIVILEGIADO da OBRA do ARTISTA.

BLOCH, Marc (1886-1944)  . Introdução à História.[3ª ed] Conclusão de Lucian FEBVRE - .Lisboa :Europa- América  1976  179 p.

 

Nas ENCRIZILHADAS dos PENSADORES de ARTE

https://www.theguardian.com/artanddesign/2020/may/21/confessions-of-an-art-critic-inner-critic-adrian-searle

+

https://www.theguardian.com/artanddesign/2020/may/07/confessions-art-critic-adrian-searle

+

 

 

 

 

 

 

https://www.theguardian.com/artanddesign/2020/apr/28/confessions-art-critic-adrian-searle-notebooks

 

 

PSICOLOGIA da ARTE

 https://grupopapeando.wordpress.com/2008/11/06/a-psicologia-da-arte/

 

RECEPÇÂO das OBRAS de ARTES VISUAIS

http://profciriosimon.blogspot.com/2017/02/197-estudos-de-arte.html

FACE BOOK

https://www.facebook.com/photo/?fbid=915862355529584&set=a.705103509938804

Contato

Poder Originário Travessa PEDRO AMÈRICO nº 28 ap.11
Bairro São João - PORTO ALEGRE -RS
90.550-100
SEM TELEFONE prof.cirio.simon@gmail.com